• Admin

O cinturão é nosso!

O atleta Britão, da equipe Brazuka Jiu-Jitsu que realiza seus treinos no Grêmio Geraldo Santana, conquistou o cinturão. A grande final da Copa dos Campeões aconteceu no sábado, 18 de dezembro, quando o Top Ranking 1 Britão lutou com o Top Ranking 2 Gilberto, da Equipe A. Conforme o Sensei Marcelo Martins, o oponente de Britão é um atleta duro e detentor de muitos títulos, entre eles o de Campeão Mundial 2021.


Ainda de acordo com o treinador, a super luta aconteceu no estúdio de cinema Cubo Play, em Porto Alegre, e sem a presença de público. Um cenário cinematográfico ao qual só entrou o atleta para lutar acompanhado do seu técnico. A luta foi transmitida ao vivo pelo site da Cubo Play.


Durante a luta, Britão executou com excelência o que foi planejado, inclusive uma queda perfeita, ganhando 2 pontos, e finalizando, em seguida, o seu adversário com um golpe de estrangulamento. O atleta encerrou o ano com chave de ouro, já que, além de conquistar o disputadíssimo Cinturão da Copa dos Campeões, termina o ano de maneira invicta, com 14 medalhas de ouro e há 2 anos sem perder luta e sem tomar sequer um ponto.


Logo após a vitória, o Sensei Martins graduou Britão com a faixa Marrom, ao vivo, em reconhecimento ao mérito esportivo e por representar a equipe Brazuka, projetando o nome do professor e do Mestre Amauri Santos, proprietário da franquia.


Com a vitória de Britão e um saldo positivo de conquistas de outros atletas, a equipe Brazuka Jiu-Jitsu finaliza o ano de 2021 no topo. Para Martins, o resultado é fruto de um trabalho sério, mas especialmente da dedicação dos atletas. “A vitória é efeito de treinar com o coração. Estamos mais do que orgulhosos. Nosso Jiu-Jitsu, como sempre digo, é um Jiu-Família, treinamos por saúde, treinamos por lazer”, contou. E o Sensei vai além: “Em nossos treinos cada um tem sua luta pessoal - seja para perder peso, desestressar ou mesmo por hobby – por isso, trabalhamos o foco e objetivo de cada um. Mas também temos essa veia competitiva e conforme o atleta revela essa aptidão, nós o inserimos gradualmente nas competições. Com o tempo, o resultado vem”, finalizou.


Com o fim das competições do ano, a equipe Brazuka faz um recesso nos treinamentos durante o mês de janeiro, mas retorna no início de fevereiro reiterando o convite para uma aula experimental acessível a todos os interessados na prática do esporte.




135 visualizações0 comentário